ChatGPT: Você já está por dentro?

Compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais:

Você já ouviu falar do ChatGPT?

Imagina um “robô-sabe-tudo”. Uma máquina que você faz perguntas e ela te responde com base em dados, mas com uma linguagem simples e fácil de entender, como se fosse uma conversa...

Imaginou? E se eu te contar que essa tecnologia existe e está ao seu alcance?!

Isso mesmo! Estou falando do ChatGPT!

O que é o tal ChatGPT?

O ChatGPT é um programa da OpenAI que utiliza a inteligência artificial para conversar com as pessoas. Ele também serve para fazer pesquisas, assim como o Google. A diferença é que esta ferramenta já traz a informação compilada, como se estivesse te respondendo.

Ele é gratuito, a princípio, e pode ser utilizado através da internet, como um site de buscas. O usuário só precisa fazer um cadastro e já pode começar a utilizar a ferramenta. A OpenAI já anunciou uma versão paga do programa, mas a versão gratuita continua.

Como ele mesmo se definiu, o ChatGPT “é como se fosse uma pessoa virtual que pode responder perguntas, ter conversas sobre diferentes tópicos e até mesmo contar piadas!” É uma espécie de Alexa, porém, em formato de texto.

Print de resposta do ChatGPT à pergunta "Como explicar o que é o ChatGPT para pessoas leigas?"

O diferencial deste programa é que ele foi trabalhado para compreender a forma como as pessoas se comunicam, cotidianamente, e, assim, responder de uma forma mais natural e humanizada. 

Além disso, o programa tem a  capacidade de aprender e se auto aprimorar à medida que interage com as pessoas e recebe feedbacks sobre as suas respostas.

O interesse por esta ferramenta online foi tão grande que uma semana após o seu lançamento, que aconteceu no dia 30 de novembro de 2022, a plataforma já tinha um milhão de usuários cadastrados.

Mas porque essa ferramenta virou febre?

Apesar de, a princípio, o ChatGPT parecer apenas mais um assistente virtual, como a Siri, assistente virtual da Apple, ou a Alexa, da Amazon, suas possibilidades são inúmeras!

A febre do ChatGPT

A ferramenta é treinada com uma técnica de aprendizado de máquina chamada “Aprendizagem por Reforço do Feedback Humano”, que utiliza os feedbacks e avaliações dos usuários para trazer cada vez mais repertório para suas respostas.

Dessa forma, o ChatGPT consegue compilar informações e devolvê-las ao usuário de acordo com as preferências do próprio usuário. Com este programa é possível não apenas realizar pesquisas, mas também criar redações e textos bastantes específicos, tanto em termos de linguagem quanto de conteúdo. 

Através da ferramenta é possível, também, pesquisar e elaborar conteúdos para mídias sociais, estudar línguas, resolver problemas matemáticos, se preparar para entrevistas de emprego, criar letras de músicas, poemas, receitas e até receber conselhos amorosos. Resta saber se vale a pena seguir conselhos de uma máquina, não é mesmo?

Com tantas possibilidades de uso, a ferramenta se popularizou muito rápido e vem conquistando cada vez mais adeptos e curiosos.

Problemas com o ChatGPT

Chat GPT - a ferramenta estilo assistente virtual que virou febre
Chat GPT - a ferramenta estilo assistente virtual que virou febre

É certo que nem tudo são flores, não é mesmo? Portanto, também precisamos falar de alguns questionamentos que vêm sendo levantados sobre o uso desta ferramenta. 

Muitas pessoas têm questionado a utilização dos textos e respostas geradas pela ferramenta e se isso poderia configurar plágio. Segundo a própria ferramenta, é possível que sim e, portanto, ela deve ser referenciada quando seus textos forem utilizados na íntegra.

Outro problema do ChatGPT é que a base de dados da ferramenta é de 2021. Portanto, existem informações que já estão ultrapassadas e informações que ela ainda não absorveu. 

Além disso, nem todas as informações fornecidas pela ferramenta são corretas. Apesar de serem escritas de forma bastante coerente e próxima da escrita humana, a OpenAI deixa isto bem claro para os usuários.

Diferentemente do Google, por exemplo, o ChatGPT, não apresenta as fontes de onde ele coletou essas informações. Isto pode aumentar a disseminação de desinformação, notícias falsas e plágios.

Outro problema é que esta tecnologia ainda está em fase de testes. Com isso, muitas vezes ela fica fora do ar, principalmente quando há um grande número de acessos simultâneos. Isso também pode acontecer quando a empresa que a criou (OpenAI) está realizando alguma atualização na ferramenta. 

O futuro do ChatGPT

Apesar do frisson em relação à esta novidade, ainda existem muitas dúvidas sobre o uso deste tipo de ferramenta. Existem, também, diversas questões éticas sendo levantadas sobre o seu uso e as possibilidades de evolução dela.

A ideia é que esta tecnologia, futuramente, possa ser vendida para empresas, com a função de substituir os chatbots de atendimento. Com este tipo de ferramenta, pode-se criar atendimentos cada vez mais personalizados e humanizados, otimizando a utilização de mão-de-obra humana neste tipo de procedimento. 

Porém, a versão à qual temos acesso ainda é um protótipo. Muitas melhorias ainda serão realizadas e não se sabe quando a ferramenta poderá ser comercializada para empresas.

E aí, você já experimentou o ChatGPT?

Compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais:
Suporte Técnico
Iniciar conversa
Contratar
Olá 👋 Quer CONTRATAR seu plano de internet FIBRA ÓTICA? Fale comigo!